sexta-feira, 5 de fevereiro de 2016

BONECO SENTADO EM BURACO “REIVINDICA MELHORIAS” PARA RUA DE LAGINHA



VIRGÍLIO BRAGA
JORNALISTA: 0003539/ES

Dizeres no cartaz do boneco "Zé do Buraco"
“Cansado de conviver com o descaso por parte do Poder Público”, uma espécie de boneco com dizeres de críticas e ao mesmo tempo reivindicando melhorias, foi colocado sentado numa cadeira, ontem (04), num buraco que existe na rua Minas Gerais, em Laginha, distrito de Pancas. O jornal O Mestre noticiou no dia 19 de janeiro, uma reportagem onde uma moradora sofria com esgoto escorrendo na calçada da sua residência, além do problema na rua citada, que se encontra intransitável. O esgoto foi resolvido pela Secretaria Municipal de Obras um dia após a publicação da reportagem. Falando sobre o boneco, que foi feito de pano, além de possuir até boné, um cartaz cobra melhorias ao prefeito de Pancas, Agmair Araújo, o Guima (PRP), e também ao vereador Juarez Mendonça (PSDB), além dos outros vereadores, que não tiveram nomes citados, porém, a menção foi feita a todos. Os dois residem no distrito. Mendonça era suplente de vereador até janeiro do ano passado, quando o ex-vice-presidente da Câmara, Robertson Schuaith, o Betinho (PSD), faleceu precocemente dando lugar a ele. Com erros ortográficos o cartaz diz o seguinte: “CADÊ? O PREITO (Cadê, o prefeito?)... CADÊ OS VEREADORES MENDONÇA, ETC (Cadê, os vereadores Juarez Mendonça, etc?)... Este ano tem eleição, vamos acordar(!)”, diz o cartaz feito de papelão, aparentemente, além de ser escrito por tinta vermelha e até preta. Certamente, a escrita de cor preta foi feita posteriormente aos dizeres escritos com a cor vermelha. As imagens foram enviadas por um leitor de O Mestre, via WhatsApp, que até apelidou o boneco de “Zé do Buraco”. Agora cabe ao prefeito Guima resolver a situação dessa rua. Quem reivindica são os moradores do distrito e não o Zé do Buraco, diga-se de passagem. Guima venceu as eleições no distrito nas últimas três disputas, dando goleadas no ex-prefeito falecido André Cardoso, em 2004 e 2008; e, em Cláudio Eggert (PSB), em 2008 e 2012. André foi eleito e reeleito prefeito em 2004 e 2008, respectivamente. Guima foi segundo colocado no geral.  O prefeito só perdeu para Cláudio na sede, há quase quatro anos, onde Laginha e Vila Verde fizeram a diferença em sua vitória. Eggert perdeu para Guima por 351 votos de diferença. Agora, a alta rejeição em seu principal reduto é nítida e notória. Contudo, o prefeito diz por aí que não disputará o processo eleitoral, que começará no dia 15 de agosto deste ano. O vencedor ficará apenas quatro anos no poder, já que à reeleição para os cargos do Executivo, nas três esferas, foi extinta. Guima ainda poderá concorrer, já que a lei foi aprovada pelo Congresso Nacional, ano passado. Na reportagem do dia 19 de janeiro, os vereadores José Carlos Prata (PSDB), e o presidente da Câmara, vereador Valdeci Basto, o Nenego (PSL), disseram que já fizeram indicação ao prefeito para que possa intervir em melhorias para a rua Minas Gerais. Os vereadores Carlos Antônio Vilarino, o Nem; Adelcio Coffler, ambos do PT; Juciléia Oliveira Langame de Faria, a Preta (PSB), e até Betinho Schuaith, também assinaram a indicação, que foi enviada ao jornal O Mestre, pela Câmara Municipal. A data do documento é de 2014.
                                    FOTOS: LEITOR

Rua Minas Gerais, em Laginha, toda danificada

POLÍCIAS CIVIL E MILITAR DETÊM DOIS HOMENS E APREENDEM ARMAS DE FOGO



VIRGÍLIO BRAGA
JORNALISTA: 0003539/ES

As Polícias Civil e Militar, juntamente com o Grupo de Apoio Operacional (GAO), ambos de Pancas, realizaram na manhã desta quinta-feira (04), uma pequena operação conjunta onde cumpriram mandados de prisão, e busca e apreensão. Segundo a PM, dois homens acusados de praticarem roubos na região foram detidos. Os policiais acordaram bem cedo, saindo às 05h00 da manhã do DPM do município, onde seguiram até o córrego Jequitibá, bem na divisa com o município de Colatina. Paulo Roberto Frohrich, o Paulo Frei, de 33 anos, e, Augustinho Machado, 44, estavam com mandados de prisão em aberto, expedidos pela Justiça do município. Além de cumprirem os mandados de prisão, os policiais encontraram na residência de Paulo Frei, uma garrucha calibre 22, sendo que na casa de Augustinho Machado, um revólver calibre 22 foi encontrado pelas polícias. Os dois foram encaminhados para a Delegacia de Pancas, onde foram autuados em flagrante delito pelo crime de posse irregular de arma de fogo pelo delegado Renan Alves dos Santos. Ainda foram apreendidas oito munições intactas calibre 22. Paulo Frei e Augustinho foram encaminhados para o Centro de Detenção Provisória (CDP) de Colatina, onde permanecerão à disposição da Justiça de Pancas.
Paulo Roberto Frohrich, o Paulo Frei, de 33 anos
Augustinho Machado, de 44 anos
 FOTOS: POLÍCIA MILITAR/DIVULGAÇÃO
Materiais apreendidos pelas Polícias Civil e Militar, nesta quinta-feira (04), no córrego Jequitibá, próximo a divisa dos municípios de Pancas e Colatina

sexta-feira, 29 de janeiro de 2016

ESPÍRITO SANTO É O PRIMEIRO A DISTRIBUIR REPELENTE ÀS GESTANTES


O Espírito Santo é o primeiro Estado do país a comprar repelentes e distribuir para gestantes que fazem o pré-natal na rede pública de saúde a fim de protegê-las da picada do mosquito Aedes aegypti. O objetivo é evitar que gestantes contraiam o zika vírus, prevenindo assim possíveis casos de microcefalia em bebês em gestação. 
 
O Governo do Estado comprou 75 mil frascos e começou a receber o produto do laboratório nesta quinta-feira (28). A Secretaria de Estado da Saúde (Sesa) recebeu 10 mil frascos, e o restante, 65 mil frascos, deve chegar até o final de fevereiro. 
 
“Todas as gestantes atendidas na rede pública de saúde dos 78 municípios capixabas serão contempladas com repelentes. Além do uso do repelente, as gestantes devem se proteger com medidas individuais, como manter portas e janelas fechadas ou teladas, usar calça e camisa de mangas compridas. Mas a principal medida é eliminar os focos de água parada. Esta limpeza deve ser feita toda semana, sempre no mesmo dia”, disse o secretário de Estado da Saúde do Espírito Santo, Ricardo de Oliveira. 
 
O produto já está sendo enviado para os municípios, que receberão também uma nota técnica com esclarecimentos sobre o uso do repelente na gestação e orientações sobre a entrega às gestantes durante as consultas de pré-natal. 
                                          FOTO: NESTOR MULLER
Frascos de repelentes
 
A entrega deverá ser registrada pelo profissional de saúde que acompanha o pré- natal no prontuário da paciente e na caderneta da gestante, que fica com a mulher. “O objetivo é que o repelente seja um coadjuvante na proteção da gestante, ajudando a intensificar o cuidado durante o acompanhamento do pré-natal”, comenta.
 
ZIKA
 
Até esta quinta-feira (28), a Secretaria de Estado da Saúde do Espírito Santo registrou 1.507 casos suspeitos de infecção pelo zika vírus, sendo 13 confirmados laboratorialmente (10 em Vitória, 01 em Vila Velha, 01 em Cariacica e 01 em Aracruz). Foram notificados 53 bebês, entre nascidos e em gestação, com suspeita de microcefalia, mas ainda sem confirmação de relação com o zika vírus. 
 
Saiba mais sobre a entrega de repelentes às gestantes
 
- Em que momento a gestante receberá o repelente?
Os repelentes serão entregues às gestantes durante as consultas de rotina do pré-natal realizadas na rede pública de saúde mensalmente.
 
- A gestante já passou pela consulta de pré-natal deste mês. Como terá acesso ao repelente?
A gestante que tiver passado pela consulta de pré-natal antes do início da entrega dos repelentes será contatada pelo serviço de saúde municipal e convidada a voltar à unidade de saúde para receber o produto, ou receberá a visita do agente comunitário de saúde ou profissional de saúde. A mulher pode também entrar em contato com a unidade de saúde onde ela realiza o pré-natal e solicitar a entrega do produto. A orientação é para que o município faça uma busca ativa das gestantes para garantir que todas recebam o repelente.
 
- Quantos frascos de repelente a gestante receberá?
Serão entregues dois frascos de 200 ml a cada consulta mensal, pois essa quantidade é suficiente para um mês. Em casos excepcionais, o profissional de saúde poderá fornecer uma quantidade maior, desde que ele justifique.
 
 
AÇÕES DO GOVERNO
 
- Publicação da Portaria 006-R de 25 de janeiro de 2016, que estabelece que serviços de saúde ou profissionais de saúde notifiquem, obrigatoriamente, os casos suspeitos ou confirmados de infecção por zika vírus, os casos de microcefalia e os de gestantes com doença exantemática aguda;
 
- Publicação da Portaria 005-R de 25 de janeiro de 2016, que estabelece o pagamento de multa, para pessoa física e jurídica, quando em imóveis de sua propriedade ou alugados forem identificadas situações propícias para proliferação do Aedes aegypti ou existência de criadouros do mosquito;
 
- Campanha publicitária de combate ao Aedes aegypti;
 
- Apoio do Corpo de Bombeiros Militar do Espírito Santo nos mutirões;
- Parceria e apoio de diversas entidades do Estado; 
- Aquisição de 75 mil repelentes para distribuição para grávidas e 57 mil litros de inseticidas para eliminação do mosquito;
- Apoio da Marinha, por meio da Capitania dos Portos e da Escola de Aprendizes-Marinheiro do Espírito Santo, na participação de mutirões de combate ao Aedes aegypti;
- Apoio de lideranças evangélicas no combate ao Aedes aegypti; 
- Reunião na Cúria Metropolitana de Vitória para apoio das paróquias da Igreja Católica no combate ao Aedes aegypti;
- Reunião semanal do Gabinete de Monitoramento de combate ao Aedes aegypti;
- Atualização dos dados referentes à dengue e zika;
- Reunião com maternidades para orientação;
- Decreto 2156-S, assinado pelo governador Paulo Hartung, determina que a segunda-feira seja o dia obrigatório de fiscalização de possíveis focos do Aedes aegypti nas áreas internas e externas de todos os edifícios públicos do Poder Executivo;
- Decreto de situação de emergência, publicado no Diário Oficial do Estado do Espírito Santo (DIO-ES);
- Participação do Exército nas ações de combate ao mosquito Aedes aegypti;
- Organização do Gabinete de Monitoramento da crise formado pela Secretaria de Estado da Saúde (Sesa) e secretarias municipais de Saúde. Toda sexta-feira este comitê se reunirá para avaliar o cenário e definir as prioridades;
- Formação de um comitê de especialistas para monitoramento da situação (sociedade de obstetrícia, pediatria, infectologia, neurologia e especialista da Sesa);
- Estabelecimento de parceria com o Núcleo de Doenças Infecciosas (NDI) da Universidade Federal do Espírito Santo (Ufes) para realização de exames de diagnóstico;
- Envolvimento com as secretarias de Governo parceiras para o combate ao vetor – Corpo de Bombeiros, Defesa Civil, Secretaria de Governo (Seg) e Secretaria Saneamento, Habitação e Desenvolvimento Urbano (Sedurb);
- Mobilização das escolas para conscientização dos pais de ações para combate ao mosquito;
- Solicitação ao Ministério da Saúde de fornecimento de insumos e equipamentos para a realização de exames no Laboratório Central da Sesa;
- Solicitação ao Ministério da Saúde de inseticidas para ações emergenciais
- Intensificação da mobilização social;
- Mutirão de capacitação em todo o Estado para médicos e enfermeiros de manejo clínico para Dengue, Chikungunya e Zika Vírus;
- Frota de veículo disponível com equipamento UBV;
- Bombas costais a serem utilizadas em áreas com surto/epidemia;
- Campanha na mídia alertando a população acerca dos riscos e informação sobre a importância de controlar o vetor;
- Identificação de servidores para atuar como síndicos em prédios públicos, com conscientização de toda a equipe de governo.
 
AÇÕES VOLTADAS PARA GESTANTES
 
- Capacitação de maternidades para atendimento à gestante com suspeita de zika;
- Fluxo de atendimento à gestante permanece o já existente da rede materno-infantil;
- Solicitação ao Ministério da Saúde da inclusão do repelente na Relação Nacional de Medicamentos (Rename) e o fornecimento imediato de 50 mil unidades;
- Reunião com maternidades.
 
As informações são da assessoria de imprensa da Sesa

CASA DE PANCAS


quinta-feira, 28 de janeiro de 2016

EM LAGINHA: MORADORES RECLAMAM DE BUEIRO E RUA QUE ALAGA COM POUCA CHUVA



VIRGÍLIO BRAGA
JORNALISTA: 0003539/ES

Mais problema! Em mais uma reportagem sugerida por moradores de Laginha, distrito de Pancas, a reclamação agora se encontra na Rua Espírito Santo, em frente a um jardim de infância, e próximo à Escola Estadual Sebastiana Grilo, no centro do maior distrito do município. Segundo moradores, quando chove a água da chuva se forma na rua citada, onde, segundo os mesmos, um bueiro não está dando conta diante de qualquer quantidade de água, praticamente. Os moradores chegam a retirar a tampa do bueiro para ver se a água escoa de forma rápida. “Quando chove em frente às nossas casas, o bueiro não dá conta e a água quase invade nossas residências. Tem que ser feito uma galeria ou algo parecido. Perdemos a tranquilidade diante da água que quase entra em nossos lares”, disse um morador. De acordo com uma moradora, o prefeito de Pancas, Agmair Araújo, o Guima (PRP), e alguns vereadores já foram informados sobre o problema e até agora não resolveram nada. Guima reside no distrito e utiliza essa rua para ir até sua residência, segundo a moradora. “O prefeito está sabendo, mesmo morando aqui perto não resolve nada. Estamos largados pelo poder público”, completou. A reportagem de O Mestre recebeu imagens dos moradores da rua alagada. Nos últimos dias tanto na sede quanto nos dois distritos, vários problemas parecidos têm sido noticiados e vêm deixando os panquenses a ver navios, literalmente. Homens da prefeitura estão sendo vistos capinando o centro de Pancas desde a última segunda-feira (25). Fica aqui mais um pedido de soluções por parte dos moradores de Laginha ao prefeito Guima e ao secretário municipal de Obras, Avelino Cunha. Se em sua rua, distrito, ou qualquer localidade estiver com problemas idênticos, entre outros, envie fotos e sugestões para o jornal O Mestre. Vamos ajudar as autoridades a solucionar os problemas, mesmo sabendo que eles têm o dever de resolver tudo, sem a ajuda do jornal e a cobrança da população panquense.
                      FOTOS: LEITOR
Situação quando chove, na Rua Espírito Santo, em Laginha, distrito de Pancas. Na imagem o bueiro está coberto de água e com um pedaço de madeira para sinalizar
Água da chuva chegando em uma residência na Rua Espírito Santo, em Laginha. Falta drenagem no local

EM PANCAS: PM RECUPERA MOTOCICLETA FURTADA E APREENDE UM MENOR



VIRGÍLIO BRAGA
JORNALISTA: 0003539/ES

A Polícia Militar recuperou uma motocicleta durante a madrugada de quarta-feira (27), em Pancas. Durante esse período, quase ao amanhecer, a PM recebeu uma informação em que dois indivíduos tinham acabado de furtar uma Honda Biz 100 CC (cor de verde), no pátio do Posto Pedra Agulha, localizado às margens da rodovia ES-341 (que liga Pancas ao distrito colatinense de Ângelo Frechiani). Eles chegaram ao posto numa motocicleta de cor branca, segundo a PM. Diante do que acabara de acontecer, policiais militares começaram a fazer diligências em busca dos criminosos. Ainda deslocando para o local do furto, a guarnição foi informada que os bandidos estavam em outra rodovia com a motocicleta furtada, a ES-164, que liga Pancas ao município de Alto Rio Novo. Já nas proximidades da Fazenda Porto, às margens da rodovia ES-164, os PMs encontraram os dois suspeitos. Ao perceberam a viatura, os criminosos tentaram fugir da polícia entrando num matagal às margens da rodovia. Um menor de 16 anos foi apreendido no momento. Um indivíduo de 23 anos, de nome Mateus, segundo a PM, conseguiu fugir. Tentando deter o maior que entrou no matagal, os policiais militares pediram ajuda a guarnição de Alto Rio Novo. Ao amanhecer, as buscas foram feitas, porém, o suspeito não foi encontrado pela PM. O menor foi encaminhado para a Delegacia de Polícia Civil do município, onde foi feito os procedimentos cabíveis para o caso. A motocicleta está no pátio da delegacia. Praticamente toda semana a PM de Pancas recupera uma ou duas motocicletas furtadas ou roubadas, no município e até em outros, como em Baixo Guandu, por exemplo. O comandante do DPM de Pancas, sargento Ronaldo Martins, salienta a importância da participação da sociedade no trabalho da polícia. “A sociedade tem influência positiva no trabalho policial militar, atuando por meio de denúncias. O veículo recuperado, bem como o suspeito detido é resultado dessa parceria entre população e a Polícia Militar”. A comunidade pode auxiliar o trabalho da PM, por meio de denúncias pelos telefones 190 ou 181 do Disque-Denúncia.
 FOTO: POLÍCIA MILITAR/ DIVULGAÇÃO
Motocicleta recuperada pela Polícia Militar, às margens da rodovia ES-164, que liga Pancas ao município de Alto Rio Novo